COOPERATIVAS
 se mantêm FORTES em tempos de crise.

Cooperativas já podem agir como substitutas processuais de seus associados

 

Agora é lei. As cooperativas já podem agir como substitutas processuais de seus cooperados. Essa permissão veio através da lei, de número 13.806/19, que altera a lei das Cooperativas (5.764/71). A alteração foi publicada na manhã da sexta-feira (11). Na prática, o ato pontua a facilitação de representar os cooperados na garantia de uma maior segurança jurídica junto ao negócio. 

De acordo com o texto, as entidades cooperativas gozam de legitimidade, em caráter extraordinário autônomo, para agir como substituta processual na proteção dos direitos coletivos. Pela literalidade da lei, o termo Altera a Lei nº 5.764, de 16 de dezembro de 1971, que define a Política Nacional de Cooperativismo e institui o regime jurídico das sociedades cooperativas, para atribuir às cooperativas a possibilidade de agirem como substitutas processuais de seus associados. 

A matéria solicitando o ajuste da lei foi apresentada ao Senado Federal em 2013 e chegou à Câmara dos Deputados em 2015. Na casa, a substituição ficou para análise dos parlamentares. Cada movimentação foi acompanhada de perto pelos deputados que fazem parte da Frente Parlamentar do Cooperativismo (Frencoop). 

O presidente da OCB/PE, Malaquias Ancelmo de Oliveira, exaltou a medida por pensar na cooperativa como entidades de natureza 100% coletiva. “A lei pontuou o que já sugerem os estatutos de funcionamento das cooperativas. Agora, a alteração deu a máxima legalidade ao processo representativo. Somada à medida, precisamos cativar o negócio cooperativo a produzirem mais canais de comunicação com os associados. Dessa forma mais gente terá a vivência cooperativista, contribuindo na difusão da informação e na proposição de ideias, transformando o negócio em algo cada vez mais democrático e legal”, comentou Malaquias. 

Márcio Lopes de Freitas, presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras também elogiou a medida e a clareza do significado da representatividade. “O texto possui um escopo bem delimitado, dando legitimidade às cooperativas para agirem como substituta processual em matérias que envolvam as suas operações, garantindo, ainda, salvaguardas aos cooperados de que a atuação será sempre no interesse de seu quadro social”, elucidou. 

 

A página do Diário Oficial que traz a substituição pode ser acessada aqui.

 

Vídeos

adidas superstar air max suisse nike roshe run suisse nike roshe run mbt suisse nike air force suisse ray ban suisse nike air max suisse louboutin suisse mbt geneve christian louboutin suisse new balance suisse cialis suisse viagra suisse kamagra 100 viagra suisse levitra suisse kamagra gel priligy suisse viagra generique