COOPERATIVAS
 se mantêm FORTES em tempos de crise.

Pernambucanos comentam aprendizados do WCM 2019

 

Parte do grupo de dirigentes pernambucanos que participou do World Coop Management 2019 deu a opinião de como foi participar do evento que tem como objetivo dar ao público conteúdo diferenciado para alcançar posição de destaque em mercados cada vez mais competitivos. A comitiva, coordenada pelo Sistema OCB/PE, esteve em Belo Horizonte, com presidentes e gestores dos mais variados ramos do cooperativismo do estado com a meta de buscar a reciclagem profissional e manter o público atualizado sobre os novos conceitos e estratégias de atuação em seus negócios e cooperativas.  

Esse é a quarta vez seguida que o cooperativismo de Pernambuco participa desse evento, que acontece anualmente, e expõe novas tendências e inovações do mercado, onde diversos pensadores nacionais e internacionais dividem informações para o desenvolvimento dos gestores nas cooperativas. 

 

"O evento é bastante focado em técnicas de melhorar o comportamento para dentro e fora da cooperava. Saio daqui com diversas ideias para aplicar dentro do nosso negócio. O conteúdo dentro vista aqui realmente me deixou inquieto a causar mudanças de impacto positivo para causar cada dia mais a alegria ao nosso cooperado de fazer parte da nossa cooperava" , Alexandre Andrade, presidente da Cooperativa dos Fornecedores de Cana de Açúcar (Coaf).

 

"Aqui me dei conta da necessidade de sempre buscar algo novo para continuar a surpreender o cliente. Se não nos preocuparmos em trazer novidades que facilitem e nos aproximem dos nossos cooperados, vem um concorrente e pega a fatia do mercado, que nos pertence. Nesse evento vi técnicas para segmentar as inovações muito interessantes e altamente aplicáveis a nossa realidade", Anibal Cantarelli, presidente da COnselho de Administração da Sicredi Centro Pernambucana.

"A necessidade de chamar as pessoas para pensar no planejamento estratégico e se comprometer a tirar ele do papel é um grande passo para um futuro promissor. As formas de colocar em prática o planejado, tão abordadas aqui, me chamaram muito a atenção. Esse é o tipo de negócio que é bastante aplicável nas nossas cooperavas e pode ser a chave para um bom trabalho", Dimas Santos, conselheiro da Cooprobe. 

 

"Uma das coisas que mais me impactou na palestra é a necessidade de mudança para continuar no mercado. Muitas vezes, o nosso cooperado tem medo do novo. O que gera acomodação. Se não nos mexermos, outra entidades que trabalham da nossa mesma forma, ou até melhor, pode passar na nossa frente. Temos que ser inquietos para garantir a nossa sobrevivência", Ângela Nascimento, conselheira da Coopeafa.

“Aqui vi métodos de adaptar o que temos com as necessidades do mercado. Queremos ser lembrados e fazer a diferença na vida das pessoas. Só conseguiremos isso se estivermos antenados com as rápidas mudanças comportamentais do público. É preciso estudar o que o mercado quer e a maneira adequada de atender os interessados na nossa mercadoria. Dessa forma o cooperativismo estará em evidência. Esse tópico foi muito abordado no WCM 2019.  Saber isso realmente fará a diferença do que é sucesso ou não dentro dos competitivos mercados”, Jaílson Lira, presidente do Conselho Fiscal da Coopexvale.

 

Vídeos

adidas superstar air max suisse nike roshe run suisse nike roshe run mbt suisse nike air force suisse ray ban suisse nike air max suisse louboutin suisse mbt geneve christian louboutin suisse new balance suisse cialis suisse viagra suisse kamagra 100 viagra suisse levitra suisse kamagra gel priligy suisse viagra generique