COOPERATIVAS
 se mantêm FORTES em tempos de crise.

Encontro discute atuação das cooperativas sulcroalcooleiras de Pernambuco no estado da Bahia

Na manhã desta quarta-feira (17/02), o coordenador da Comissão do Ramo Agropecuário do Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras em Pernambuco (OCB/PE), Alexandre Andrade, recepcionou o vice-governador do estado da Bahia, João Leão, e sua comitiva. A visita teve como objetivo avaliar uma parceria considerando o potencial produtivo das cooperativas pernambucanas do setor e as oportunidades do Polo Agroindustrial e Energético do Médio São Francisco na Bahia. A reunião contou com a apresentação dos dados referentes ao desempenho das cooperativas na última safra (setembro-fevereiro), bem como a discussão das perspectivas futuras para o cooperativismo sulcroalcooleiro de Pernambuco. 

Durante o evento, Alexandre Andrade, que também é presidente da Cooperativa dos Fornecedores de Cana de Açúcar (Coaf), agradeceu o apoio dos parceiros na trajetória de consolidação da cooperativa, que conta com 450 fornecedores de cana na Zona da Mata e atuação de uma matriz (Recife) e uma filial (Timbaúba). Produzindo álcool, açúcar e cachaça, a Coaf determina a destinação da cana de acordo com a demanda do mercado, que, muitas vezes, valoriza os preços de forma alternada para cada um dos produtos. Apesar da crise do ano de pandemia, a última safra contou com um faturamento de R$ 260 milhões, parte dele resultado da inovação de inserir o álcool 70 no mercado. Somente de ICMS direto, a cooperativa pagou R$ 7 milhões ao governo de Pernambuco. O próximo passo para o desenvolvimento da cooperativa, junto à Cooafsul, de Ribeirão, e outras duas cooperativas de Alagoas, a Coopervales e Pindorama, é a criação de uma Central de Cooperativas. 

Representando o estado da Bahia no evento, o vice-governador João Leão, fez uma explanação sobre os principais projetos e investimentos realizados naquele estado. Leão citou ainda o interesse de firmar uma parceria com as cooperativas pernambucanas para atuarem no Polo Agroindustrial do Médio São Francisco, que dispõe de terras com topografia favorável, aptas ao processo de irrigação e a baixo custo. “A Coaf é uma referência em produtividade e geração de renda. E é claro que queremos essa expertise na Bahia, por isso convidei os produtores sulcroalcooleiros pernambucanos para investirem no nosso Polo Agroindustrial e Bioenergético em implantação na região do Médio São Francisco da Bahia”, afirmou.

Venda direta de Etanol - Na oportunidade, o representante do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool no Estado de Pernambuco (Sindaçúcar), Renato Pontes, falou sobre o potencial de Pernambuco também para a venda direta de etanol. Entretanto, para que a iniciativa seja viabilizada, é necessária a aprovação do Projeto de Decreto da Câmara n0 978/2018. O instrumento propõe sustar o artigo 6º da Resolução n.º 43/2009 da Agência Nacional do Petróleo (ANP). “O consumidor brasileiro merece ter a opção de comprar de várias fontes. O projeto em questão já foi aprovado no Senado Federal por unanimidade e deverá trazer benefícios para vários estados se aprovado também na Câmara”, afirmou. A iniciativa seria interessante para redução do custo de distribuição com resultado no preço do etanol para o consumidor. “Não faz sentido, uma usina vender álcool para Suape, a 120 km de sua sede, e esse etanol retornar para a cidade de origem por uma outra empresa. As distribuidoras são importantes para chegar a locais distantes, mas em casos como esse, é preciso rever a questão”, finalizou.

Foto (da esquerda para a direita): Alexandre Andrade (Coaf), João Leão (vice-governador da Bahia) e Carlos Antônio César (presidente da Cooafsul)

 

 

Vídeos

adidas superstar air max suisse nike roshe run suisse nike roshe run mbt suisse nike air force suisse ray ban suisse nike air max suisse louboutin suisse mbt geneve christian louboutin suisse new balance suisse cialis suisse viagra suisse kamagra 100 viagra suisse levitra suisse kamagra gel priligy suisse viagra generique