COOPERATIVAS
 se mantêm FORTES em tempos de crise.

Sescoop/PE promove oficinas para orientar a constituição de central sucroalcooleira

Teve início, hoje (18/02), na sede da Coaf, a primeira oficina para apoio às cooperativas sucroalcooleiras que desejam constituir uma central no âmbito dos estados de Pernambuco e Alagoas. O objetivo foi conhecer melhor a realidade das singulares para prestar uma assistência mais assertiva, bem como captar dados referentes ao cenário de atuação das sociedades envolvidas. Esse trabalho irá embasar os próximos passos, entre eles, a elaboração de um plano de negócios. O evento foi conduzido pelos instrutores Welton Nascimento e Everton Assis e contou com a participação do gerente de Desenvolvimento de Cooperativas do Sescoop/PE, Adriano Fassini. O próximo encontro acontece amanhã (19/02) na sede da cooperativa Coopervales, em Atalia(AL). 

Durante o evento, os representantes das cooperativas pernambucanas Coaf e Cooafsul falaram sobre as ideias iniciais e os possíveis benefícios que a central poderá trazer para as singulares, caso seja constituída. Também foi o momento de esclarecer dúvidas sobre a finalidade inicial da cooperativa de segundo grau, bem como os papéis que podem ser desempenhados por ela a longo prazo. Foi importante frisar que, nessa etapa, o mais relevante é esclarecer para todos o objetivo principal da central.  O mesmo alinhamento está previsto para essa sexta-feira (19/02) quando as cooperativas alagoanas vão registrar suas expectativas. “Nosso intuito é fazer com que as cooperativas envolvidas encontrem os pontos de convergência e verificar se esses pontos podem ser agrupados e trabalhados. Constituir a central será uma decisão do grupo”, afirmou o consultor Welton Nascimento.

“É fundamental o apoio proporcionado pelo Sescoop/PE porque criar uma central é um processo muito complexo. Porém é muito importante para as cooperativas singulares se fortalecerem perante os concorrentes”, frisou Alexandre Andrade, presidente da Coaf e coordenador da Comissão do Ramo Agropecuário em Pernambuco.  Após a finalização dos trabalhos nas oficinas, serão realizados outros encontros, de forma que sejam definidas as cooperativas que participarão efetivamente do processo. Após a aprovação dos conselhos, a proposta da Central deve ser levada para decisão assemblear. As oficinas são continuidade de um trabalho de apoio realizado já no ano passado, que contou com apresentação de casos de sucesso das cooperativas de segundo grau: Central Rede Goiás e Fecoagro de Santa Catarina. 

 

 

Vídeos

adidas superstar air max suisse nike roshe run suisse nike roshe run mbt suisse nike air force suisse ray ban suisse nike air max suisse louboutin suisse mbt geneve christian louboutin suisse new balance suisse cialis suisse viagra suisse kamagra 100 viagra suisse levitra suisse kamagra gel priligy suisse viagra generique