COOPERATIVAS
 se mantêm FORTES em tempos de crise.

Coomeb e Unimed: exemplo de intercooperação em Pernambuco

O princípio da Intercooperação é um dos fundamentos mais importantes constituídos no modo de trabalho cooperativista, uma ferramenta primordial no acesso ao grande mercado, além de auxiliar no fortalecimento das instituições. Configurado como sexto princípio da cartilha cooperativista, o fundamento exalta que, para as cooperativas prestarem melhores serviços a seus cooperados e agregarem força ao movimento cooperativo, devem trabalhar em conjunto com as estruturas locais, regionais, nacionais e internacionais. No Recife, duas cooperativas do ramo Saúde são exemplos na prática desse valor por vivenciarem cotidianamente o fortalecimento da imagem cooperativista, tudo através da intercooperação: a Coomeb e a Unimed Recife. As duas cooperativas já fazem um trabalho em conjunto desde o ano de 2007. Com o passar do tempo, a relação foi se estruturando cada vez mais. Atualmente, a Unimed Recife é a maior parceira de trabalhos médicos da Coomeb.

Tudo começou quando a Unimed teve a necessidade de completar algumas escalas de plantão em suas unidades médicas. Já que não conseguia fechar as escalas com os próprios cooperados, procurou a Coomeb para preencher os horários em aberto nos locais onde havia escalas incompletas. A partir daí, começou o relacionamento que dura até hoje.

Essa prática de parceria, que acontece nos dias e horários quando a Unimed não dispõe de médicos cooperados do próprio quadro de associados, deve ganhar mais robustez nos próximos meses, devido a aproximação da abertura de mais um centro hospitalar da Unimed no Recife. “Quando a Unimed inaugurar o novo hospital, provavelmente em 2018, teremos novas vagas de plantões e outros serviços que a cooperativa poderá contratar conosco, através dos nossos cooperados. Além disso,  há uma variedade de ações cooperativistas, onde as duas entidades podem atuar juntas”, comentou o presidente da Coomeb, Giovanni Ratacasso Filho.

O fortalecimento do processo de intercooperação entre as duas cooperativas teve o apoio do Sistema OCB/PE, de acordo Giovanni. Para ele, a contribuição acontece de maneira constante através de eventos do ramo saúde, reuniões gerais, viagens e congressos onde os dirigentes se encontram e debatem planos de trabalho. “Outro grande apoio dado pelo Sistema OCB/PE é no apoio aos cursos. Como exemplo o de ACLS. Destinado a quem prática o socorro médico de forma emergencial. Todo esse conhecimento ajuda na melhor prestação de serviços médicos, que é colocado em prática por nossos cooperados nas unidades hospitalares da Unimed. Isso resulta na satisfação e em uma melhor qualidade de vida para o associado da Unimed”, contou. 

O pensamento de Giovanni é compartilhado pela presidente da Unimed Recife, Maria de Lourdes Correia de Araújo. A intercooperação e o nível do cooperativismo, na opinião da dirigente, só evoluem em Pernambuco devido ao preparo da mão de obra para as instituições, que é cotidianamente planejado pelo Sistema OCB/PE. “O trabalho realizado pela instituição é de extrema importância. A Unimed Recife não chegaria ao patamar de qualidade conquistada hoje, se não tivéssemos o apoio dos nossos parceiros, entre eles o Sistema OCB/PE”, relatou a presidente.     

Vídeos

adidas superstar air max suisse nike roshe run suisse nike roshe run mbt suisse nike air force suisse ray ban suisse nike air max suisse louboutin suisse mbt geneve christian louboutin suisse new balance suisse cialis suisse viagra suisse kamagra 100 viagra suisse levitra suisse kamagra gel priligy suisse viagra generique