COOPERATIVAS
 se mantêm FORTES em tempos de crise.

Presidente da OCB/PE debate a formação do Conselho de Cooperativismo com secretário estadual

O presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras em Pernambuco (OCB/PE), Malaquias Ancelmo de Oliveira, foi até a Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, na manhã desta segunda-feira (05), onde esteve reunido com o secretário de políticas de desenvolvimento, Pedro Arraes de Alencar, além da gerente geral de programas, Sônia Costa. Em debate, estava a definição das regras de funcionamento do conselho que debaterá políticas públicas para o desenvolvimento do cooperativismo em Pernambuco.

 

Esta foi a segunda reunião do trio. Em outubro de 2016, eles se reuniram para viabilizar o espaço do grupo, que está assegurado pela Lei 15.688/2015, e garante a formação de um conselho para debater políticas públicas e estratégias para fomentar e divulgar as práticas cooperativistas por todo o estado de Pernambuco. Nessa nova reunião, era hora de debater a regulamentação das reuniões e como seria criada a minuta de atribuições para cada integrante do conselho.

 

Ao todo, dentro do conselho, são 12 indicações do Sistema OCB/PE. O Estado ficará responsável por indicar mais 12 pessoas, sendo a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) responsável por indicar mais um nome. De acordo com a Lei do Cooperativismo, o “Conselho de Cooperativismo do Estado de Pernambuco (Cecoope) será um órgão colegiado, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, de caráter permanente, paritário e deliberativo, com funções de formular estratégias, controlar e fiscalizar a execução da política estadual de promoção ao cooperativismo, inclusive nos aspectos fiscais e financeiros”.

 

Como sugestão para acelerar o processo, Malaquias levou a ideia de colocar os setores jurídicos da OCB/PE e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico em reunião. Dessa forma, os órgãos, juntos, poderão fazer a minuta, esclarecendo todas as atribuições, já deixando pronto o debate para questões de ordem do cooperativismo pernambucano.

 

“Temos a intenção, também, de sempre sugerir aos integrantes desse conselho uma capacitação a fundo sobre o cooperativismo. Quanto mais se conhece sobre o assunto, melhor serão os debates das pautas, elevando o grau de compromisso com o assunto”, comentou Malaquias. A ideia foi aceita pelos representantes da Secretaria.

 

Pedro também sugeriu um tema para debate após o desenvolvimento das atribuições. Para ele, é importante distinguir as cooperativas que funcionam de forma legal das que estão à margem da lei. Então, seria importante para o estado criar um selo de qualidade que represente a legalidade da cooperativa. “Todo produto ou serviço de qualidade tem que ser reconhecido. Então, é necessário certificar as cooperativas que gozem do bom funcionamento daquelas que ainda não procuraram o Sistema para se regularizar. Esse é um importante assunto, que devemos prestar a atenção”, ressaltou o secretário.

 

Para Malaquias, após a definição de uma agenda para o grupo, um dos desafios do cooperativismo estará bem perto de ser alcançado. “Temos como meta fazer com que as cooperativas participem cada vez mais dos processos de desenvolvimento. Queremos, com esse trabalho, realizar propostas de capacitações, alavancando a gestão e a governança das cooperativas em todo o estado”, comunicou o presidente do Sistema OCB/PE.

Vídeos

adidas superstar air max suisse nike roshe run suisse nike roshe run mbt suisse nike air force suisse ray ban suisse nike air max suisse louboutin suisse mbt geneve christian louboutin suisse new balance suisse cialis suisse viagra suisse kamagra 100 viagra suisse levitra suisse kamagra gel priligy suisse viagra generique