COOPERATIVAS
 se mantêm FORTES em tempos de crise.

Sistema OCB/PE - Notícias

Último dia do Seminário Regional de Crédito é dedicado ao debate com Banco Central

No segundo dia do Seminário Regional do Ramo Crédito, na última sexta-feira (14), o evento foi totalmente dedicado à troca de ideias. Em pauta, estava o fortalecimento da imagem do cooperativismo, além da gestão e governança do sistema cooperativo de crédito. Quem intermediou o debate foi o coordenador do projeto OCB/DGRV (Confederação Nacional das Cooperativas da Alemanha) para o Norte e Nordeste, Silvio Giusti. O evento contou com a participação de dirigentes de cooperativas pernambucanas e teve como temas a abordagem do crescimento, sustentabilidade e regulação no segmento. O presidente do Ssitema OCB/PE, Malaquias Ancelmo de Oliveira, acompanhou o encontro.

 

O primeiro momento do dia foi concentrado em uma apresentação do cooperativismo de crédito alemão, que é uma referência em toda Europa, sendo o país o quinto no mundo em maior expressão no ramo. De acordo com os dados exibidos por Silvio, a Alemanha possui 82 milhões de pessoas. Cerca de 30 milhões fazem parte do cooperativismo. O que assegura o atendimento desse número é a formação da base das agências financeiras cooperativas no país, formada por 1.078 bancos cooperativos.

 

“Na Alemanha, os ativos totais das cooperativas de crédito alcançam em média US$ 970 milhões. Esse número foi conquistado graças as incorporações realizadas nos últimos anos dentro do setor e pelo incremento das transações”, comentou Silvio sobre o crescimento alemão. Para ele, o segredo do sucesso foi o trabalho realizado em cima da educação financeira. O povo percebeu que dentro das cooperativas existe uma margem de crescimento alta e boa parte dos incentivos volta em serviços dentro da comunidade.

 

O segundo momento do Seminário foi um debate com representantes do Banco Central, Jayme Wanderley da Fonte Neto e João Otávio de Oliveira Cavalcanti. Eles receberam representantes de cooperativas para uma conversa de como o Banco Central atua na regulação do sistema financeiro. Representando as cooperativas participaram o presidente da Sicred Recife, Floriano Quintas; o conselheiro de administração da Sicred Vale do São Francisco, Benedyto de Lima; o conselheiro fiscal do Sicoob Pernambuco, João Albuquerque.

Floriano foi o responsável por abrir a rodada de questionamentos. Ele perguntou sobre as demandas de controle do Banco Central, que vem aumentando com o passar do tempo, e como o Banco se organiza para controlar a grande quantidade de quesitos. “O cooperativismo de crédito em Pernambuco alcançou um patamar muito alto em qualidade. Uma margem desse crescimento se deve aos altos requisitos dos órgãos reguladores. Então, para continuar o crescimento, é necessário saber da forma de pensar de quem nos regula”, questionou.

 

Para Jayme Wanderley, a importância desse tipo de encontro é de grande validade ao Banco Central. Pois existe a necessidade de saber como pensam as entidades financeiras sobre o órgão regulador, além de abrir a possibilidade de conversa para um melhor entendimento dos trabalhos. “Nossas demandas têm como meta garantir a segurança jurídica das agências não bancárias. Entre as cooperativas e o Banco Central não devem existir barreiras para o diálogo, mas sim uma série de requisitos que protejam as entidades a continuarem os trabalhos, facilitando sempre a aproximação e organização dos interesses coletivos. Por isso, há uma série de demandas a serem seguidas, para não comprometer a boa execução dos trabalhos”, respondeu o representante do Banco Central. 

Add a comment

Sistema OCB/PE apresenta proposta de parceria ao Conselho Regional de Contabilidade

O presidente do Sistema OCB/PE, Malaquias Ancelmo de Oliveira, e o gerente de Desenvolvimento de Cooperativas do Sescoop/PE, Helton Cabral, estiveram hoje (17/07) na sede do Conselho Regional de Contabilidade (CRC) para uma reunião com o presidente do órgão, José Campos, e a vice-presidente, Maria Dorgivânia Arraes Barbará. O objetivo da visita foi apresentar detalhes sobre o curso de Formação de Assessores, previsto para este semestre e discutir a possibilidade de novas parcerias. 

Na oportunidade, o presidente Malaquias Ancelmo falou sobre a possibilidade de o Sistema OCB/PE realizar conjuntamente formações com o CRC, na sede do órgão e também em suas unidades em Caruaru e Petrolina. O apoio do conselho ajudará na divulgação junto ao público-alvo da formação, que inclui graduandos do 7º e 8º períodos de Ciências Contábeis, bem como profissionais atuantes e estudantes de pós-graduação em Contabilidade. Ao todo, serão três turmas gratuitas com 30 participantes cada, incluindo direito a material didático e certificado. 

A inciativa visa a repetir o sucesso da primeira turma de assessores de cooperativas, realizada em 2016, com o apoio do conselho. “O curso deu tão certo que queremos repetir a parceria e levar esse curso, com carga horária de 48 horas, para a Região Metropolitana do Recife, para o Agreste e Sertão do estado”, frisou o gerente Helton Cabral. A ideia é criar com os participantes um banco de contadores a ser disponibilizado, posteriormente, às cooperativas que necessitam desse profissional. 

Outra demanda apresentada pelo presidente do Sistema OCB/PE foi a proposta de criar uma comissão de estudos sobre contabilidade cooperativa, de forma a atuar como referência para questionamentos e até soluções para o segmento. Para o presidente do CRC, José Campos, à frente da gestão há dois anos, a proposta é interessante. “É possível de ser implementada, sim. Quando assumi a gestão, já havia essa previsão legal e a vice-presidência técnica tem essa atribuição de criar comissões técnicas. Temos conseguido mostrar um trabalho técnico muito bom em Pernambuco e frente ao Conselho Federal de Contabilidade”, afirmou.

Para o presidente Malaquias Ancelmo, a reunião teve um resultado positivo. “Ainda existe uma quantidade expressiva de contadores que têm dúvidas sobre a contabilidade cooperativa. Por meio do Sescoop/PE, estamos profissionalizando e contribuindo para que as cooperativas recebam a indicação de pessoas capacitadas para atendê-las”, frisou. Nos próximos dias, o Sistema OCB/PE encaminhará o documento formal para a realização da parceria na divulgação dos cursos e também estudará a indicação dos três titulares e três suplentes que devem compor a comissão de estudos técnicos para o segmento dentro do CRC.

 

Foto: (Malaquias Ancelmo, José Campos, Maria Dorgivânica e Helton Cabral)

 

Add a comment

Seminário reúne cooperativas do Ramo Crédito

 

Teve início ontem (13/07), no Recife, o Seminário Regional do Ramo Crédito, que contou com a participação de dirigentes de cooperativas pernambucanas e teve como temas a abordagem do crescimento, sustentabilidade e regulação no segmento. O evento é uma parceria entre o Sistema OCB/PE e a DGRV (Confederação Nacional das Cooperativas da Alemanha) e busca promover a capacitação dos gestores em Pernambuco. A iniciativa conta com o apoio do Sebrae e das cooperativas dos sistemas Sicoob e Sicredi. A abertura foi realizada pelo presidente do Sistema OCB/PE, Malaquias Ancelmo de Oliveira, que falou aos participantes sobre a importância do evento e deu as boas-vindas ao coordenador do projeto pela DGRV, Silvio Giusti, e aos representantes do Banco Central, Jayme Wanderley da Fonte Neto e João Otávio de Oliveira Cavalcanti.

Para João Albuquerque, conselheiro fiscal do Sicoob Pernambuco, o seminário é importante pelos temas estratégicos abordados: “O marco legal, por exemplo, é importante para que as cooperativas possam estar sempre atualizadas e seguir adequadamente as normas do Banco Central.  Um outro ponto estratégico é a preocupação com a questão social e ambiental porque nosso objetivo não é crescer a qualquer custo, mas sim conquistar espaço observando o sétimo princípio do cooperativismo, que foca a preocupação com a comunidade”, frisou o conselheiro.

Representando o Sicoob Nordeste, o superintendente executivo, Neilson Santos, prestigiou o evento e falou da relevância da oportunidade. “A importância desse momento é promover a profissionalização dos nossos dirigentes e a sinergia com o Banco Central. Aqui, contando com cooperativas de diversas bandeiras, a DGRV, que é uma referência mundial, une forças com a OCB para contribuir com a qualificação dos dirigentes. Afinal, o atual mercado competitivo exige que os gestores cuidem do capital dos associados”, frisou.

Durante o evento, o palestrante Jayme Wanderley, gerente técnico do Banco Central, apresentou um histórico das normas e resoluções do órgão que impactaram as cooperativas brasileiras nos últimos anos. Foram abordadas as tendências para o segmento, que passam pela incorporação, algo que tem fortalecido as cooperativas como uma prática crescente. Conceitos e a nova classificação das cooperativas, em obediência à resolução 4434/2015, mostraram o detalhamento das características das sociedades cooperativas de Crédito. 

Na oportunidade, o palestrante frisou também a segregação da diretoria, que deve ser considerada não apenas como um registro documental, mas principalmente como uma prática habitual, além da reflexão sobre o enquadramento nas novas classificações. “O conselho tem a função estratégica e a diretoria, a função executiva.  O grande desafio das cooperativas é a busca da sua identidade. No planejamento, ela já precisa pensar e definir também se é pequena ou não”. Outro tema apresentado girou em torno dos fundos obrigatórios das cooperativas, quais sejam o Fundo de Reserva e o Fates. “As cooperativas, às vezes, criam fundos que podem ser abrangidos pelo fundo de reserva e pelo próprio Fates. Por isso, para criar um fundo novo, é preciso saber o que fazer com ele e se ele já não pode ser suprido pelos fundos obrigatórios”, frisou o palestrante.

Para o cooperado do Sicredi Recife e também membro da AC Brasil Consultoria, Elias Bispo, o primeiro dia do seminário foi positivo. “O evento já está antecipando as exigências normativas que o Banco Central visa levar às cooperativas de Crédito”, afirmou. O presidente do Sistema OCB/PE, Malaquias Ancelmo Oliveira, também avaliou positivamente o evento. “Este momento é importante para o cooperativismo do Nordeste, tendo em vista a chegada do Sicredi, que traz toda uma configuração nova para a região; o momento do Sicoob também é marcante, com restruturação, fusões e incorporações; além disso, há também a consolidação do Fundo Garantidor do Cooperativismo de Crédito (FGCoop), cuja criação foi proposta ao Banco Central pela própria OCB nacional.  A presença ativa do Banco central, não só como ouvinte, mas na instrutoria do evento e o apoio do Sebrae também contribuíram bastante”, afirmou. O seminário é um dos eventos realizados pelo Sistema OCB/PE e parceiros para o Ramo Crédito. O investimento em cursos de curta e média duração, além de intercâmbios internacionais, como a participação das cooperativas na conferência Woccu, na Áustria, prevista para este ano, são outros exemplos. O seminário regional encerra hoje com um talk show sobre os temas apresentados pelos palestrantes.

 

 

 

Add a comment

Seminário Regional de Crédito - Apresentações para download

As personalidades que contribuíram com o Seminário Regional de Crédito, que aconteceu durante a última quinta e sexta-feira (13 e 14), deixaram o material de divulgação à disposição do público. O link de cada assunto está disponível para download logo abaixo:

Projeto OCB - DGVR

https://goo.gl/fvpEMs

Cooperativas de Crédito - Regulaação, crescimento e sustentabilidade

https://www.4shared.com/s/fmbXBvDeica

Apresentação de Silvio Giusti

https://www.4shared.com/s/fGr-K7OMbei

 

 

Add a comment

Vídeos

adidas superstar air max suisse nike roshe run suisse nike roshe run mbt suisse nike air force suisse ray ban suisse nike air max suisse louboutin suisse mbt geneve christian louboutin suisse new balance suisse cialis suisse viagra suisse kamagra 100 viagra suisse levitra suisse kamagra gel priligy suisse viagra generique