COOPERATIVAS
 se mantêm FORTES em tempos de crise.

Sistema OCB/PE - Notícias

Workshop de PDGC recebe segunda turma no primeiro módulo

 

Dirigentes de diversas cooperativas pernambucanas se reuniram, durante a quinta e sexta-feira (6 e 7), em um hotel no bairro de Boa Viagem, na zona Sul do Recife, para participar do módulo de preenchimento do Workshop do Programa de Desenvolvimento da Gestão de Cooperativas (PDGC), oferecido pelo Sescoop/PE. O encontro tem como objetivo facilitar o entendimento dos gestores no Programa, visando à contribuição do desenvolvimento da autogestão, sempre de olho na sustentabilidade e no ambiente de respeito aos valores e princípios cooperativistas. Essa é a segunda turma que participa do módulo. Desta vez, o evento é ministrado pelo representante da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ), Antônio João Correia.

O Workshop foi aberto pela superintendente do Sistema OCB/PE, Cleonice Pedrosa. Ela agradeceu a presença do grupo no evento e comentou que o PDGC será um divisor de águas para o caminho das boas práticas na gestão e governança das cooperativas, independente do ramo de atuação, e que os resultados para quem segue o programa são logo notados. Além disso, o PDGC é a entrada para o Prêmio de Excelência de Gestão, promovido pelo Sescoop, a cada dois anos. A próxima premiação acontece ainda neste ano.

“O PDGC tem o objetivo de apresentar o nível de maturidade da gestão e monitorar desempenhos e resultados com o foco na qualidade do trabalho. Com ele, é possível promover um melhor desempenho da governança cooperativa e fixar as atividades dentro dos valores e princípios do cooperativismo. Dessa maneira, é possível contribuir para o aperfeiçoamento das instituições e ter uma melhor relação com os cooperados”, comentou a superintendente.

Após as boas-vindas, Cleonice deixou o espaço para o representante da FNQ desenvolver o assunto com o grupo. Um dos primeiros pontos do Programa exaltado por Antônio foi sobre o plano de melhoria que o PDGC permite fazer. Com esse plano, a governança da cooperativa terá um modelo de gestão com uma base referencial de ações, construído a partir de atividades simplificadas no Modelo de Excelência da Gestão. O Programa também fortalece a promoção do aprendizado organizacional, desenvolvendo a cultura da excelência e no desenvolvimento da visão sistêmica dos dirigentes. Toda atividade é formada através de um ciclo de controle, elucidado por um plano de execução, verificação e execução. 

Para o presidente da Cooperativa dos Produtores da Agricultira Familiar (Coopaf), Paulo Motta, essa é a primeira vez que tem contado com o Programa. Agora, a ideia é levar o questionário do PDGC até a cooperativa, saber o grau de excelência da cooperativa e planejar possíveis pontos de melhoria da governança. “É uma ótima oportunidade de se conhecer cada vez mais. Colocar no papel o que fazemos e o que somos vai nos ajudar a traçar outros planos de melhoria para seguir na crescente. Desse modo, podemos ser mais transparentes e oferecer uma melhor experiência de cooperativismo para todos da cooperativa”, salientou o presidente da Coopaf. 

Add a comment

OCB realiza Assembleia Geral Ordinária

Na última semana, foi a vez da unidade nacional da OCB realizar a Assembleia Geral Ordinária (AGO). Neste ano, 23 representantes das organizações estaduais se reuniram na Casa do Cooperativismo, situada em Brasília. Lá, eles aprovaram o balanço patrimonial e o relatório de atividades, relacionados ao exercício 2016. Na reunião também foi apreciado o Plano de Trabalho e Orçamento Anual para 2017.

O presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas, ficou responsável por abrir a Assembleia. Todos os dados técnicos foram secretariados pelo superintendente, Renato Nobile. As principais ações desenvolvidas em 2016 pelo Sistema foram apresentadas através de um vídeo. Nele também estavas informações dos resultados alcançados dentro do cooperativismo e nos poderes representativos da República. 

Para o superintendente do Sistema OCB, a AGO é uma oportunidade fundamental de apresentar o desempenho e os números do setor. “Fico entusiasmado em receber nossas organizações para esse momento de prestação de contas e deliberações. Acredito que, só assim, por meio de um processo democrático, transparente e intercooperativo, poderemos avançar cada vez mais”, considerou Renato Nobile, ressaltando, por fim, o agradecimento de toda a equipe da Unidade Nacional da OCB pela confiança do presidente, diretores e conselheiros no trabalho realizado plenamente integrado com os colaboradores das unidades estaduais.

O presidente do Sistema OCB, Márcio Lopes de Freitas, destacou que o cooperativismo é o modelo econômico mais ajustado para Brasil, na atualidade. “A prova disso, temos visto todos os dias. Enquanto empresas fecham as portas, as cooperativas, mesmo passando pelas dificuldades da crise, continuam crescendo e gerando resultados para seus cooperados”, ressalta.

Márcio Freitas também utilizou sua fala para reconhecer e agradecer. “Sou extremamente satisfeito com a atuação integrada dos componentes desta diretoria. Eles lutam pelo desenvolvimento de todas as cooperativas do país, não somente daquelas situadas em seus estados ou regiões de origem, contribuindo enormemente com os rumos da OCB. Também quero agradecer ao empenho da diretoria executiva e dos colaboradores do Sistema OCB. Incansáveis, eles não medem esforços para melhorar a qualidade de vida da família cooperada do Brasil.”

 

*Com informações da Assessoria de Imprensa da OCB*

 

Add a comment

Sescoop/PE participa de capacitação para uso de ferramenta do GDH

Durante toda essa semana, técnicos do Sescoop/PE participam de uma capacitação de conhecimento e aperfeiçoamento para o uso da ferramenta do Sistema de Gestão do Desenvolvimento Humano (GDH). O encontro conta com o monitoramento do analista de promoção social da unidade nacional do Sescoop, Guilherme Gonçalves. Com a formação, a ideia é fazer com que as atividades administrativas da unidade estadual ganhem mais elementos para auxiliar na mensuração de dados de desenvolvimento humano, sempre visando uma padronização com as outras unidades. 

De acordo com Guilherme, com o GDH é possível gerenciar as atividades realizadas dentro das cooperativas com a parceria do Sescoop. Dessa maneira, existe a possibilidade de unificar os trabalhos e manter um histórico para a prestação de contas dos eventos realizados. Dentro dessa prestação, fica fácil a identificação das fases de orçamento, projeto, planejamento e execução. Além disso, ainda a ferramenta disponibiliza que essas informações sejam gerenciadas em tempo real.

Com o GDH é possível o gerenciamento de todas as atividades e eventos realizados pelas cooperativas em parceria com o SESCOOP/GO, unificando todo o processo, mantendo histórico e prestação de contas dessas atividades. O GDH permite acompanhar todas as fases do processo, desde o orçamento, planejamento e projetos, até a execução e o fechamento do evento, passando por diversas funcionalidades e com possibilidade de gerenciamento e consulta em tempo real.

“O sistema foi criado para levantar informações para saber o que vai ser necessário para realizar uma capacitação e, também, para uniformizar os trabalhos em todas as unidades estaduais. Até o momento, 17 unidades já trabalham com o GDH. Até o final deste ano, fecharemos em 20, sendo 70% das unidades realizando as atividades cotidianas de maneira uniforme”, contou Guilherme. 

A ferramenta já está sendo usada pelo Sescoop/PE desde janeiro de 2017, porém, com a capacitação, novas informações serão trabalhadas, potencializando o uso do programa na instituição. Para a analista em cooperativismo, Luiza Helena Gomes, a maior importância em aderir à ferramenta está dentro do controle das ações realizadas na unidade e o poder de auxiliar em próximas ações. “ Ela oferece subsidio para se conhecer a fundos os processos e no planejamento de novas atividades. Outro ponto positivo está na prestação de contas, que agora fica mais direta. O GDH é um diferencial no Sescoop/PE e que vai possibilitar uma troca de conhecimento mais rápido entre todas as unidades”, comentou a analista.

Add a comment

Aprendiz Cooperativo prepara jovens para primeira entrevista de emprego na Unimed

O Sescoop/PE, em parceia com o projeto Fé e Alegria e a Unimed Recife, já começou a preparação dos próximos jovens que serão integrados ao programa Aprendiz Cooperativo. Durante toda a última quinta-feira (30), 260 jovens participaram de uma ambientação, realizada na Universidade Católica de Pernambuco, com o objetivo de auxiliar os adolescentes a estarem aptos para a entrevista pessoal, de primeiro emprego, realizada pela Unimed Recife, durante a próxima semana. Desse encontro, a direção da cooperativa de saúde irá eleger os 66 adolescentes que irão participar do projeto.

Antes de serem integrados ao Aprendiz Cooperativo, os jovens devem participar por duas seleções. A primeira, realizada pelo Fé e Alegria, verificou o critério social e selecionou os 260 adolescentes. A ambientação serve como uma preparação visando o sucesso na segunda seleção, com observação ao critério técnico, feito pela direção da Unimed. O evento teve como objetivo observar o comportamento dos jovens e dar dicas de para conseguir o êxito e evitar o nervosismo comum para a situação, muitas vezes causado por ser a primeira entrevista de emprego.

“A situação é nova para muito jovens. O momento de ineditismo causa aflição e o medo de falhar. É esse tipo de situação que tentamos minimizar, antecipando situações que acontecerão quando se sentarem em frente ao entrevistador”, comentou aos adolescentes a psicóloga do Fé e Alegria, Rosália Albuquerque, responsável por conduzir a ambientação.   

De acordo com Rosália, a partir do momento de entrada na instituição cada jovem estará sendo analisado. Desde o horário em que chega na cooperativa até a maneira de falar com os colegas. Tudo é levado em consideração. “Antes da entrevista, busque mais informações sobre a Unimed, o Sescoop/PE, o Fé e Alegria, além do Aprendiz Cooperativo. No momento da entrevista, seja verdadeiro nas respostas e disponível. Todos aqui têm condições de serem contratados, bastando uma boa experiência na entrevista para conseguirem esse objetivo”, aconselhou Rosália.

O momento da ambientação foi considerado trivial para Renagia Andrade, de 18 anos, que nunca passou por uma entrevista profissional. A partir do evento, ela pode se preparar de uma melhor maneira para o encontro com a direção da Unimed Recife. “São informações importantes, principalmente para quem não possui experiência profissional, como eu. Daqui, já é possível fazer um planejamento para o grande dia. Agora, já me sinto mais segura na entrevista e, assim, conseguir entrar no Aprendiz Cooperativo”, relatou a jovem.

 

Add a comment

Vídeos

adidas superstar air max suisse nike roshe run suisse nike roshe run mbt suisse nike air force suisse ray ban suisse nike air max suisse louboutin suisse mbt geneve christian louboutin suisse new balance suisse cialis suisse viagra suisse kamagra 100 viagra suisse levitra suisse kamagra gel priligy suisse viagra generique