COOPERATIVAS
 se mantêm FORTES em tempos de crise.

Sistema OCB/PE - Notícias

Regimento Eleitoral da OCB/PE 2018

O Sistema da Organização das Cooperativas Brasileiras em Pernambuco (OCB/PE) disponibiliza ao público cooperativista a regulamentação do funcionamento da Comissão Eleitoral com o Regimento do Pleito eleitoral da entidade para 2018. Nele, é possível observar a competência e o funcionamento da comissão, as práticas desenvolvidas no processo eleitoral, além do cronograma dos Encontros Regionais. Todo o material pode ser baixado através do link: https://goo.gl/ze2qhG

 

Add a comment

GDA em foco nas cooperativas de Petrolina

Cooperativas do ramo agro da cidade de Petrolina, no Sertão pernambucano, receberam a visita de representantes do Sescoop/PE e da Unidade Nacional. Em pauta, estava o diagnóstico da área contábil, fiscal e financeira para incluir as instituições no Programa de Desenvolvimento Econômico-Financeiro (GDA). O trabalho conta com o apoio do gerente de desenvolvimento das cooperativas do Sescoop/PE, Helton Aquilles, da analista do Sescoop nacional, Neiva Birck, e da assessoria do consultor em contabilidade e auditoria cooperativa, Dorly Dickel. 

O programa é um sistema de informações, todo operado através da internet, onde dados de movimentações financeiras são armazenados, possibilitando a amostragem de diversos indicadores. O principal objetivo do sistema é de viabilizar aos responsáveis pela cooperativa informações geradas de forma dinâmica e precisa. Fato que possibilitará o melhor controle dos indicadores da instituição e uma análise com acompanhamento dos resultados em tempo real, sendo a transparência dos resultados um grande aliado. Além da parte econômica, o GDA auxilia na profissionalização da gestão e governança do sistema cooperativo.

O trabalho desenvolvido pelo Sescoop/PE corresponde ao planejamento descrito na matriz de atividades, onde pontua como missão a promoção da cultura cooperativista e o aperfeiçoamento da gestão para o desenvolvimento das cooperativas no Brasil. Pernambuco conta com duas cooperativas interessadas na inserção do GDA, a Coana e a Coopexvale, cooperativas que trabalham com a produção de uvas, na cidade de Petrolina.

A visita de Dorly até a cidade foi um trabalho em conjunto da unidade estadual e nacional, que conhecem o cooperativismo de Petrolina e percebem o grande potencial de crescimento na região do São Francisco. Na visão do consultor, mesmo sendo uma única empresa a responsável pela contabilidade das duas cooperativas, existem métodos diferentes de gerar informações e que necessitam de uma padronização.

 

“Essa reunião serviu para conhecer o trabalho do cooperativismo na região e arquitetar um plano de melhoria. Aqui, conseguimos ver que existem tarefas a serem harmonizadas, precisamos fazer um alinhamento de normas e, assim, neutralizar qualquer ação a mais de risco tributário. Com as medidas que estamos planejando, o cooperativismo de Petrolina terá cada vez mais controle para fazer uma boa gestão”, comentou o consultor.

Ainda de acordo com Dorly, por fazer esse trabalho com o foco no GDA, as cooperativas de Petrolina se destacam em nível nacional, por estarem preocupadas com a vida organizacional do empreendimento. “Uma cooperativa com contabilidade forte tem uma economia forte. Se proteger com dados precisos e ter transparência na prestação de contas é uma grande condição para estar cada vez mais organizado e atender as exigências do Fisco. Esse trabalho é trivial para garantir uma longa vida útil e trazer os cooperados para mais perto da própria cooperativa”, contou. 

O diagnóstico é encarado como uma nova fase de aprendizagem para deixar os processos internos mais fortes dentro da cooperativa. Pelo menos foi o que assegurou a gerente administrativa de finanças da Coana, Talita dos Santos. “Se queremos trabalhar com o GDA devemos estar preparados. É uma ferramenta de suma importância, onde poderemos analisar indicadores e ver a real situação da saúde econômica da nossa cooperativa. Ela trará um novo método de olhar o trabalho. Agradecemos ao Sescoop/PE por esse apoio, que nos prepara para o futuro” analisou a gerente. 

Add a comment

Presidente da OCB/PE debate a formação do Conselho de Cooperativismo com secretário estadual

O presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras em Pernambuco (OCB/PE), Malaquias Ancelmo de Oliveira, foi até a Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, na manhã desta segunda-feira (05), onde esteve reunido com o secretário de políticas de desenvolvimento, Pedro Arraes de Alencar, além da gerente geral de programas, Sônia Costa. Em debate, estava a definição das regras de funcionamento do conselho que debaterá políticas públicas para o desenvolvimento do cooperativismo em Pernambuco.

 

Esta foi a segunda reunião do trio. Em outubro de 2016, eles se reuniram para viabilizar o espaço do grupo, que está assegurado pela Lei 15.688/2015, e garante a formação de um conselho para debater políticas públicas e estratégias para fomentar e divulgar as práticas cooperativistas por todo o estado de Pernambuco. Nessa nova reunião, era hora de debater a regulamentação das reuniões e como seria criada a minuta de atribuições para cada integrante do conselho.

 

Ao todo, dentro do conselho, são 12 indicações do Sistema OCB/PE. O Estado ficará responsável por indicar mais 12 pessoas, sendo a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) responsável por indicar mais um nome. De acordo com a Lei do Cooperativismo, o “Conselho de Cooperativismo do Estado de Pernambuco (Cecoope) será um órgão colegiado, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, de caráter permanente, paritário e deliberativo, com funções de formular estratégias, controlar e fiscalizar a execução da política estadual de promoção ao cooperativismo, inclusive nos aspectos fiscais e financeiros”.

 

Como sugestão para acelerar o processo, Malaquias levou a ideia de colocar os setores jurídicos da OCB/PE e da Secretaria de Desenvolvimento Econômico em reunião. Dessa forma, os órgãos, juntos, poderão fazer a minuta, esclarecendo todas as atribuições, já deixando pronto o debate para questões de ordem do cooperativismo pernambucano.

 

“Temos a intenção, também, de sempre sugerir aos integrantes desse conselho uma capacitação a fundo sobre o cooperativismo. Quanto mais se conhece sobre o assunto, melhor serão os debates das pautas, elevando o grau de compromisso com o assunto”, comentou Malaquias. A ideia foi aceita pelos representantes da Secretaria.

 

Pedro também sugeriu um tema para debate após o desenvolvimento das atribuições. Para ele, é importante distinguir as cooperativas que funcionam de forma legal das que estão à margem da lei. Então, seria importante para o estado criar um selo de qualidade que represente a legalidade da cooperativa. “Todo produto ou serviço de qualidade tem que ser reconhecido. Então, é necessário certificar as cooperativas que gozem do bom funcionamento daquelas que ainda não procuraram o Sistema para se regularizar. Esse é um importante assunto, que devemos prestar a atenção”, ressaltou o secretário.

 

Para Malaquias, após a definição de uma agenda para o grupo, um dos desafios do cooperativismo estará bem perto de ser alcançado. “Temos como meta fazer com que as cooperativas participem cada vez mais dos processos de desenvolvimento. Queremos, com esse trabalho, realizar propostas de capacitações, alavancando a gestão e a governança das cooperativas em todo o estado”, comunicou o presidente do Sistema OCB/PE.

Add a comment

Inscrições abertas para cooperativas que desejam expor em feiras internacionais

Para crescer é necessário expor o produto de uma boa forma e em diferentes praças. As cooperativas do ramo Agro que possuem o desejo de mostrar o seu negócio, de modo internacional, não podem deixar de aproveitar uma oportunidade oferecida pelo Ministério da Agricultura. O órgão está fazendo uma seleção para as duas importantes feiras internacionais voltadas ao setor: a Saitex 2018, na África do Sul; e a Seoul Food and Hotel 2018, na Coreia do Sul. Os interessados devem inscrever a cooperativa em um processo seletivo do Governo Federal, através destes links: Saitex e Seoul.

A feira Seoul Food and Hotel 2018 proporciona às cooperativas participantes a oportunidade de se encontrarem com importadores, distribuidores, compradores da indústria de varejo, catering e hotelaria. Os participantes farão parte do Pavilhão Brasil. O espaço conta com recepcionistas bilíngue, catálogo institucional e mobiliário para preparar, expor seus produtos e reunirem-se com clientes. Os ministérios da Agricultura e o das Relações Exteriores serão responsáveis pelos custos de contratação do espaço na feira, montagem dos estandes, apoio de recepcionistas bilíngues e confecção do catálogo do Pavilhão Brasil, sendo as cooperativas selecionadas responsáveis por suas despesas pessoais (passagens aéreas, hospedagem, alimentação, etc.) e pelos custos com o envio de amostras.

Já a SAITEX 2018 é conhecida pela grande gama de produtos e pela oportunidade de negócios na África, que é considerado o ponto de encontro mais importante para fornecedores e compradores de produtos internacionais no continente. As cooperativas selecionadas para participar da feira como expositoras, farão parte do Pavilhão Brasil e contarão com uma estrutura completa, incluindo recepcionistas bilíngue, catálogo institucional e mobiliário para preparar, expor seus produtos e reunirem-se com clientes.

No caso de dúvidas, a Gerência de Relações Institucionais do Sistema OCB está à disposição nos esclarecimentos e orientações. Basta ligar (61) 3217-2142 ou enviar e-mail para relacoesinstitucionais@ocb.coop.br.

 

 

 

 

Add a comment

Vídeos

adidas superstar air max suisse nike roshe run suisse nike roshe run mbt suisse nike air force suisse ray ban suisse nike air max suisse louboutin suisse mbt geneve christian louboutin suisse new balance suisse cialis suisse viagra suisse kamagra 100 viagra suisse levitra suisse kamagra gel priligy suisse viagra generique