COOPERATIVAS
 se mantêm FORTES em tempos de crise.

Sistema OCB/PE - Notícias

Sescoop/PE promove palestra sobre segurança no trabalho em Macaparana

Na meta de seguir o objetivo finalístico do apoio a iniciativas voltadas para a saúde e segurança no trabalho, proposto na Matriz Estratégica do Cooperativismo no Brasil, o Sescoop/PE promoveu uma palestra sobre ergonomia, ciência que estuda técnicas de adaptação entre o ser humano e a máquina, visando o equilíbrio adaptativo para evitar algum tipo de desgaste na saúde humana. O evento aconteceu na cidade de Macaparana, localizada a 120 quilômetros da capital pernambucana,  e foi oferecido a cooperados da Cooperativa dos Trabalhadores em Confecção (Coopconfec). A palestra foi conduzida pelo técnico em segurança do trabalho, Alexandro Penha.

 

No total, 25 pessoas participaram da palestra, grande parte do público formado por mulheres. O maior interesse delas era de saber como se proteger de dores no corpo e ter uma melhor qualidade de vida para seguir no trabalho. Sobre esse ponto, o palestrante pediu ao grupo uma maior atenção às Lesões por Esforço Repetitivo (LER), que são os problemas de caráter físico mais limitadores na continuação do trabalho.

 

“O LER é uma sobre carga no músculo causada pela repetição de uma mesma tarefa por um longo período de tempo. Isso pode causar muita dor e diversas lesões. Para se evitar esse problema, é necessário analisar nosso ambiente de trabalho. Caso passe muito tempo sentado, procure deixar as costas em posição ereta, em um apoio confortável, e cuide para que os seus punhos não estevam muito dobrados”, aconselhou Alexsandro.

 

Em um ambiente de trabalho, a iluminação também pode influenciar na qualidade de vida de quem trabalha sentado em frente uma máquina para confecção de roupas. Alexandro pediu ao grupo que faça uma análise sobre a posição das lâmpadas para avaliar se os cooperados têm a certeza de estarem se sentindo bem com a atual luminosidade e se conseguem observar detalhadamente todos os pontos das roupas, além de ver o que acontece no restante do ambiente de trabalho.

 

Outro ponto bem trabalhado pelo técnico foi nos exercícios que podem evitar as fadigas musculares. Para ele, o fato de se alongar antes das atividades pode melhorar na qualidade de vida e auxiliar na produtividade de cada cooperado. “Quando nos alongamos podemos evitar, a longo prazo, alguns acidentes de trabalhos e até ausências por afastamento, além de ficarmos longes das dores musculares”, comentou Alexsandro. Após o comentário, ele convidou todos os cooperados a se levantarem para mostrar na prática exercícios de alongamento.

 

O momento de informação e descontração foi bem avaliado pela cooperada da Coopconfec, Maria Auxiliadora, de 45 anos. Ela já teve dificuldades de trabalho, que, de acordo com ela, podem ser evitadas devido às informações captadas na palestra. “Meu pulso, de vez em quando, dói demais. Isso deve acontecer porque não faço nenhum trabalho de alongamento e pelo tempo de atividade por um período longo. Vou começar a me policiar, para que isso não acontece mais”, prometeu a cooperada.

 

Add a comment

Coomeb e Unimed: exemplo de intercooperação em Pernambuco

O princípio da Intercooperação é um dos fundamentos mais importantes constituídos no modo de trabalho cooperativista, uma ferramenta primordial no acesso ao grande mercado, além de auxiliar no fortalecimento das instituições. Configurado como sexto princípio da cartilha cooperativista, o fundamento exalta que, para as cooperativas prestarem melhores serviços a seus cooperados e agregarem força ao movimento cooperativo, devem trabalhar em conjunto com as estruturas locais, regionais, nacionais e internacionais. No Recife, duas cooperativas do ramo Saúde são exemplos na prática desse valor por vivenciarem cotidianamente o fortalecimento da imagem cooperativista, tudo através da intercooperação: a Coomeb e a Unimed Recife. As duas cooperativas já fazem um trabalho em conjunto desde o ano de 2007. Com o passar do tempo, a relação foi se estruturando cada vez mais. Atualmente, a Unimed Recife é a maior parceira de trabalhos médicos da Coomeb.

Tudo começou quando a Unimed teve a necessidade de completar algumas escalas de plantão em suas unidades médicas. Já que não conseguia fechar as escalas com os próprios cooperados, procurou a Coomeb para preencher os horários em aberto nos locais onde havia escalas incompletas. A partir daí, começou o relacionamento que dura até hoje.

Essa prática de parceria, que acontece nos dias e horários quando a Unimed não dispõe de médicos cooperados do próprio quadro de associados, deve ganhar mais robustez nos próximos meses, devido a aproximação da abertura de mais um centro hospitalar da Unimed no Recife. “Quando a Unimed inaugurar o novo hospital, provavelmente em 2018, teremos novas vagas de plantões e outros serviços que a cooperativa poderá contratar conosco, através dos nossos cooperados. Além disso,  há uma variedade de ações cooperativistas, onde as duas entidades podem atuar juntas”, comentou o presidente da Coomeb, Giovanni Ratacasso Filho.

O fortalecimento do processo de intercooperação entre as duas cooperativas teve o apoio do Sistema OCB/PE, de acordo Giovanni. Para ele, a contribuição acontece de maneira constante através de eventos do ramo saúde, reuniões gerais, viagens e congressos onde os dirigentes se encontram e debatem planos de trabalho. “Outro grande apoio dado pelo Sistema OCB/PE é no apoio aos cursos. Como exemplo o de ACLS. Destinado a quem prática o socorro médico de forma emergencial. Todo esse conhecimento ajuda na melhor prestação de serviços médicos, que é colocado em prática por nossos cooperados nas unidades hospitalares da Unimed. Isso resulta na satisfação e em uma melhor qualidade de vida para o associado da Unimed”, contou. 

O pensamento de Giovanni é compartilhado pela presidente da Unimed Recife, Maria de Lourdes Correia de Araújo. A intercooperação e o nível do cooperativismo, na opinião da dirigente, só evoluem em Pernambuco devido ao preparo da mão de obra para as instituições, que é cotidianamente planejado pelo Sistema OCB/PE. “O trabalho realizado pela instituição é de extrema importância. A Unimed Recife não chegaria ao patamar de qualidade conquistada hoje, se não tivéssemos o apoio dos nossos parceiros, entre eles o Sistema OCB/PE”, relatou a presidente.     

Add a comment

Conselho Diretor da OCB/PE conhece as metas traçadas para o segundo semestre

O Conselho Diretor da OCB/PE esteve mais uma vez reunido para planejar ações de fortalecimento da representatividade do cooperativismo, estimulo à intercooperação e propagação da cultura cooperativista em Pernambuco. Todas essas metas estão estipuladas em eventos que serão realizados durante o decorrer do ano, reunindo os diversos ramos que formam o cooperativismo no estado. A reunião foi coordenada pelo presidente do Sistema OCB/PE, Malaquias Ancelmo de Oliveira. 

Coube ao gerente de desenvolvimento de cooperativas, Helton Aquilles, divulgar a lista de eventos projetada para o segundo semestre de 2017. Todos os encontros têm como base os desafios a serem superados que estão pontuados na Matriz Estratégica do sistema cooperativista. Entre eles, a qualificação da mão de obra para o cooperativismo, a profissionalização da gestão e governança das cooperativas e o fortalecimento da imagem e comunicação. 

No mês de julho está agendado, de acordo com Helton, um intercâmbio destinado as cooperativas do ramo educacional que aderiram ao programa Cooperjovem. Nele será apresentado, no Piauí, casos de sucesso no estado onde há o maior número de cooperativas participantes do projeto. O foco da viagem é na contribuição para o aperfeiçoamento e na melhor implantação do Cooperjovem, em cima das boas práticas no estado vizinho. Já o mês de agosto será marcado por diversos seminários regionais. Ao todo, quatro foram pré-agendados: nas cidades de Caruaru, Garanhuns, Petrolina e Afogados da Ingazeira. “Nesses encontros queremos unificar o pensamento cooperativista com colaboradores e parceiros da cooperativa. Assim, poderemos fomentar, produzir e disseminar o conhecimento para as práticas do cooperativismo em diversas regiões de Pernambuco”, comentou Helton. 

O último grande evento do ano está marcado para 1° de dezembro, quando acontece o 32° Encontro Estadual de Cooperativas de Pernambuco. No evento, dirigentes das cooperativas estaduais debaterão números do cooperativismo conquistados em 2016 e quais são as metas para o ano seguinte. 

Além de debater futuras ações, o presidente do Sistema OCB/PE compartilhou os avanços da conversa sobre um curso acadêmico envolvendo a formação cooperativista, com a meta de profissionalizar cada vez mais a gestão nas instituições. O assunto foi tratado em um encontro com outras lideranças cooperativistas do Nordeste, que aconteceu no mês passado, no Ceará. “Vejo que podemos preparar de uma forma melhor a mão de obra para as cooperativas quando entramos no meio acadêmico. Desde cedo poderemos construir um ambiente favorável para o desenvolvimento das cooperativas, de olho no aperfeiçoamento da governança”, avaliou Malaquias.  

A ideia foi bem aceita pelo Conselho. Para a representante do ramo Agropecuário, Nadjanécia dos Santos, dentro de um ambiente acadêmico será possível esmiuçar bem todos os valores e princípios do cooperativismo. “Nesse tipo de reunião podemos ouvir do presidente quais são as metas para o futuro e debater como podemos seguir no caminho do progresso. A ideia de uma faculdade do Cooperativismo é algo de extrema importância, que colocará o nosso sistema cooperativista em um patamar mais elevado na representatividade e gestão”, pontuou.

Add a comment

Coomeb planeja Dia C e continuidade no PDGC

O Conselho Administrativo da Cooperativa dos Médicos do Brasil (Coomeb) se reuniu, na sede da cooperativa, com a meta de planejar ações, já para os próximos meses, visando atividades de estimulo ao fortalecimento da representatividade do cooperativismo em Pernambuco e à cultura cooperativista entre os cooperados. Uma série de pautas foi levantada pelo presidente da Coomeb, Giovanni Rattacaso Filho, todas com o foco na contribuição das práticas de responsabilidade gerencial e socioambiental.

A primeira pauta colocada para debate abordava a proximidade do Dia de Cooperar, o Dia C. Em 2016, a Coomeb festejou a data em conjunto com a Cooperativa do ramo Infraestrutura, CHDI. Juntas, as instituições realizaram uma atividade lúdica e beneficente no Grupo de Ajuda à Criança Carente com Câncer de Pernambuco (GAC/PE). Ao todo, 12 poltronas para acompanhantes foram doadas à instituição. Além disso, a Coomeb entrou em um programa de ajuda nos custos médicos de uma criança assistida pelo local.

Na reunião foi debatida como seria a ação deste ano, que foca os Objetivos de Desenvolvimento Social (ODS), apontados pela ONU para um mundo cada vez mais sustentável. O presidente levou até a reunião a sugestão do Sistema OCB/PE para a comemoração deste ano. De acordo com ele, a proposta era da cooperativa seguir até a cidade de Macaparana, na Região da Mata Norte do estado, onde uma ação relacionada ao Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) poderia ser realizada na Cooperativa dos Trabalhadores em Confecção de Macaparana (Coopconfec).

“A ideia é de que façamos uma inspeção no ambiente, identificando e até projetando um espaço seguro aos cooperados e colaboradores da cooperativa, livrando as pessoas de possíveis acidentes de trabalho. Fato que causará uma maior satisfação por trabalhar em um ambiente seguro, gerando melhor qualidade de vida”, comentou Giovanni Rattacaso Filho. De imediato, a proposta foi aceita pelo grupo. Com a aprovação, o próximo passo é o estreitamento com a Coopconfec, em busca de uma melhor data para a visita ao local de produção.

Seguindo a pauta da reunião, o representante do setor administrativo da Coomeb, Alexandre Ribeiro, passou ao Conselho parte do questionário do Programa de Desenvolvimento da Gestão Cooperativista (PDGC), que ajuda no monitoramento e autogestão das cooperativas, além do aprimoramento sistêmico com foco nos resultados e na sustentabilidade. “Boa parte do PDGC já adiantamos, mas existem importantes tópicos que devem ser respondidos em conjunto. Então, peço a ajuda do Conselho para que possamos concluir o questionário. Avaliar onde podemos melhorar e implantar as mudanças necessárias”, ressaltou Alexandre, após a entrega do documento. A Coomeb aderiu ao Programa após a participação no Workshop PDGC, promovido pelo Sistema OCB/PE, que pensou no evento visando a promoção à profissionalização da gestão cooperativista e no fortalecimento dos valores e princípios do cooperativismo dentro da governança. 

Em uma primeira análise do questionário, a integrante do Conselho da Coomeb, Ana Paula de Melo Petribú, elogiou o andamento da cooperativa no Programa e avaliou como positiva a participação no Workshop. Com o questionário respondido, de acordo com ela, será possível saber onde a Coomeb possuiu pontos a melhorar, reunir as pessoas e trabalhar em busca das boas práticas. “Vi que estamos muito bem encaminhados na questão jurídica. A nossa cooperativa é bem organizada nesse ponto, só faltando pequenos ajustes em outros setores administrativos. É por isso que reuniões, como estas, devem acontecer. Aqui debatemos pontos importantes e sentimos a forma que estamos trabalhando para nos consolidar como cooperativa de boas práticas”, salientou a conselheira.

Add a comment

Vídeos

adidas superstar air max suisse nike roshe run suisse nike roshe run mbt suisse nike air force suisse ray ban suisse nike air max suisse louboutin suisse mbt geneve christian louboutin suisse new balance suisse cialis suisse viagra suisse kamagra 100 viagra suisse levitra suisse kamagra gel priligy suisse viagra generique